quarta-feira, 14 de novembro de 2007

...A caixa....

E o tempo passou. Ventou muito e tudo aquilo que a gente passou voou pra longe. Depois das tempestades, os dias começaram a ficar mais calmos. A gente não é mais a gente, mas eu continuo sendo eu, e você continua sendo você. Maravilha. Era o que a gente precisava. Todo mundo no seu devido lugar. Só que não existe vento nem tempestade capaz de fazer a gente esquecer. Tá tudo lá longe, ninguém sofre mais... Agora, esquecer?? Impossível.

E bem no fundo do meu armário tem uma caixa. E é lá que está a nossa história, bem guardada. É uma caixa especial, preciso dizer. Lá dentro cabem todos os nossos cheiros e gostos. Cabem sensações também. Além das cartas, fotos e das nossas cores. Não é sempre que eu vou pra lá. Tem que ter cuidado pra abrir a caixa. Ela é frágil. E se eu estiver também, posso ter vontade de jogar tudo fora.

Mas não posso, por que é lá que eu busco inspiração naqueles dias sem cor, sem gosto e sem cheiro. É pra lá que eu vou quando eu passo por alguma decepçãozinha nova, ou quando quero acreditar que aquele turbilhão de emoções que veio junto com você, vai voltar pra mim com outro alguém. Assim, de surpresa.

Quando eu não me encontro e as palavras ficam vagando soltas na minha cabeça é só pegar a caixa mágica olhar e sentir alguma das coisas que tem lá dentro. Sempre dá certo. Lá dentro tem milhares de textos sobre nós que ainda não foram escritos. Sobre mim, sobre você, sobre o mundo. Lá dentro tem uma saudade de tudo que a gente ainda não viveu e não fez. Não é brincadeira não. E também não é pra qualquer um. Mágica não é pra qualquer um. É só pra quem consegue enxergar além do que se vê. Pra quem sabe que o que importa é o que carregamos dentro da gente. E que sentir é muito melhor do que entender.

2 comentários:

Dhiii disse...

Oieee...!!
muito legal...!! Mas não se esqueça que vc tb deve ter a cx que diz: AIMÉE. Uma cxinha só sua e de mais ngm. Com esta vc vai poder contar.. sempre. BjoOoOoO!!!

Fernanda disse...

Inconfundível seu modo de escrever e de tocar fundo em algumas coisinhas que ficam mesmo "guardadas numa caixa"!! Bjs