terça-feira, 25 de agosto de 2009

... Meu mundo pintado de azul...

Hoje o dia nasceu frio. Nublado e cinza. No trabalho: bagunça. Estranhamente o cheiro da tinta me faz lembrar daquele cheiro de praia. Acho que se morasse perto do mar, as coisas seriam mais fáceis. Talvez fosse viciada em endorfina e não precisaria nunca tomar remédios para dormir. Adoraria o sol e não teria mais essa cor de escritório. Andaria mais descalça, usaria menos maquiagem e salto alto. Precisaria comprar menos roupa e talvez nem me preocupasse muito em ganhar dinheiro.
Se vivesse com o pé na areia acho que seria menos ansiosa. Meus medos seriam todos engolidos assim como uma onda engole a outra. No final do dia, meus problemas sumiriam conforme a maré. Ia me sentir mais bonita, mais feliz e mais mulher. Usaria brincos de hippie e aposentaria a calça social, já que eu estaria chique de short e havaianas. Meus vários óculos escuros teriam uma função social. Ouvir rock me daria a calma de uma bossa nova.
Eu iria fazer coisas normais como ir ao mercado, tomar banho e cozinhar de um jeito mais divertido. A cerveja seria mais gelada. Eu seria uma pessoa do dia, sem insônia. Iria dormir leve, como se não existissem os barulhos do mundo.
Mas agora eu estou com pressa. O asfalto me cansa, olhar o computador o dia todo me estressa. Queria que o meu mundo tivesse gosto de azul e sal. Com momentos perfeitos e uma paz que inunda. Eu, ele, o sol, o mar, meu caderninho, caneta e uma inspiração que não tem fim.
Cheguei à conclusão de que eu sou o mar. Inconstante. Intenso. Não nasci para a terra firme. Quero seguir à deriva, ser levada pela maré. Sentir a areia quente, o sol batendo no rosto com a brisa fria. E estar tranqüila por fora mesmo com um turbilhão de coisas acontecendo aqui dentro.

7 comentários:

♥ Janinha ♥ disse...

Ah o mar sempre me faz bem, parece que limpa a alma, hipnotiza com suas ondas. Sempre que fico cara a cara com ele me sinto outra pessoa.
Morar na praia com certeza me faria tbm uma pessoa melhor pra mim mesma.
=)

Lindo texto

Bjokas

Delcio disse...

Realmente ... conheço pessoas q se mudaram para o litoral e é bem isso q acontece, se libertam um pouco dessa "urbanidade" cinza a q nos submetemos, qdo vou pra Itatiba sinto um pouco de "libertação". A "urbanidade" tem lá suas vantagens, mas qd se é acostumado com o pé no chão, usar sapatos (apesar de bonito) pode tornar-se um pé no saco.

Bjsssss

Thais França disse...

Olha... eu podia ter escrito isso tb... concordo e me identifico em gênero, número, grau e cor azul.

bjos, menina ordeira!

Diii disse...

E eu q ainda tenho medo do mar? =/

Rsrsrs...

Beijooo!!

Daniel Basilio disse...

Nossa... Conheci seu blog sem querer... E cá encontrei tanta coisa bonita! Parabéns!

Renata disse...

Texto lindo, como todos os que você escreve. E eu gosto muito da areia, do sal, do mar, do céu azul. Só que eu gosto um dia, uma semana, um mês. Não mais que isso.

Beijo.

Carol Rodrigues disse...

A Cidade faz mal ao coração. Eu se pudesse, me mudara pra bem pertinho da praia tbm. Aposto que melhopraria o humor, a saude, a disposição pra enfrentar os dias...

Lindo seu texto. Gostei do blog!