terça-feira, 4 de dezembro de 2007

... Previsões ...

Ela olhava pra ele e sabia. Mesmo quando acordava ao lado dele numa manhã de domingo com aqueles braços em volta do corpo dela. Se sentia segura naquele momento, mas sabia. Sabia e tinha medo. Tentava controlar, mas não conseguia. Apenas disfarçava.

Ela sempre achou que a felicidade não tinha sido feita pra ela. Muitas vezes não entendia o que sentia. Não sabia onde queria chegar, nem o que esperava dele. Não entendia a estabilidade. Nem a rotina. Era cheia de manias, contradições e loucuras. Tudo era pouco. E assim, a felicidade não a alcançava.

Ela queria viver um amor sem rótulos. Sem limites. Queria perder o ar. Se sentir especial e única. O tempo todo. Mas ela também sabia que a vida só era assim no cinema.

E não falava do futuro. Não queria fazer planos. Tinha medo. Por que quando pensava no futuro ela sabia. Sabia e a insegurança tomava conta dela.

Então ela olhava pra ele. Lindo. Ele segurava seu rosto, dizia que a amava e novamente sabia. Ela sabia que era ele que a faria sofrer. Muito. Era só questão de tempo. Mas ela estava ciente do risco. E não queria deixar de ver o filme só por achar que conhecia o final.

Um comentário:

Dhiii disse...

Oiiiieeeee, adoreiiii!!!!!


BjoooOOOoO!!!!!